terça-feira, 28 de dezembro de 2010

* Doces momentos*

                                                                                           IMAGENS DO GOOGLE

Quer redescobrir o sabor dos meus beijos
Vem, meus beijos aqui te esperam,
O gosto do meu sorriso te embriaga
A sintonia dos meus pensamentos,
Você encontra junto aos seus.
O balanço do meu corpo te enlouquece,
O som dos meus desejos lentamente
Te joga  ao chão.
Minha energia queima seu corpo de desejo
Deixam seus pelos arrepiados de emoção.
O grito de meu corpo em seus ouvidos,
Buscando por um beijo, o êxtase da paixão.
As marcas gravadas nas lembranças
Que não se perdem com o tempo,
Ficou guardada no coração.
Desliza com os seus lábios em meu corpo,
Sinta o doce de morango,
Reservado pra você.
Doces momentos só nosso,
Que um dia nós vamos reviver.
Ana Fátima
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 25/12/2010
Código do texto: T2691251

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

*Triste Madrugada*

*Triste Madrugada*


                                                       

                                                                          IMAGENS DO GOOGLE

Já é madrugada, estou sozinha
Na imensidão do meu quarto escuro
No silencio com as lembranças
Dos nossos doces momentos,
Meus pensamentos voam a sua
Procura minha, alma chora
Sente sua falta, meu corpo queima
De desejos quero sentir o calor do seu corpo,
O sabor de seus beijos, o mel de sua boca
A saudade me acompanha, meu coração grita
Chama seu nome, o tempo passa a dor aumenta
O amor ainda existe, está vivo em mim
Estou a te esperar, sinto sua presença
Você ainda me ama, estamos longe
Mas mesmo assim estamos unidos
Por esse amor que vivera para eternidade
Em nossos corações.
Fàtima
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 23/12/2010
Código do texto: T2688109

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

*A dor queima*


                                                            

                                                                                      IMAGENS DO GOOGLE


Amargurada sem rumo,
Ando perdida 
Vagando pelos becos
As noites parecem durar
Uma eternidade
Um grito de lamento,
Um suspiro, um olhar
Sigo meu destino
São horas dias semanas
Meses, anos, já estou
Sem forças para lutar
O desprezo dói machuca.
O abandono queima como brasa,
A indiferença magoa
Atinge meu coração,
Como flecha
Tento mas não consigo
Seguir em frente,
Meu corpo cansado,
Já sem esperanças
Entrega-se e repousa
Na relva molhada
Na beira da estrada.
Só com desejo
de te encontrar.



Fàtima


domingo, 12 de dezembro de 2010


       **ESCURIDÃO**                                                                              



                                                               IMAGENS DO GOOGLE



A noite cai o silencio toma conta de mim
Saio do quarto começo contemplar as estrelas
Lembro-me quantas noites passamos juntos
Trocando caricias quantas juras de amor
Fizemos um ao outro, quantas vezes disse
Que me amava as lágrima caem sem para
A saudade dói machuca, a dor é imensa
Meu coração está sofrendo, sente falta do seu
O dia não passa, as noites são longas
A escuridão La fora me atormenta,
Deixa me angustiada sem rumo
O medo toma conta de mim.
Volto para meu quarto, à cama está fria
Meu corpo gelado sente sua falta
Não consigo dormir, ainda sinto seu cheiro
Em meus lençóis, meu corpo treme de desejo
Meus lábios estão com sedo de seus beijos.
Sede de amor sente falta de seus carinhos
Do toque de suas mãos em meu corpo
Vem embriagar-me com êxtase de seus beijos
Volta pra mim meu amor.



Ana Fàtima
Rabiscos de Aninha.
Publicado no Recanto das Letras em 12/12/2010
Código do texto: T2667419

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

*Rios*


                                  
                                           fotografia mana
         


        
Nos rios que corta as florestas
Que embeleza as cachoeiras
Das querências mais distantes
Aonde o amor é inocente
Neste lugar mágico, encontrei você
Tudo era tão diferente, os pássaros
Felizes cantam a, canção dos amantes
As flores silvestres perfumam o, ambiente
Até, os animais selvagens se, amam profundamente
Assim vivemos felizes só por alguns instantes
Tudo passou de presa, igual chuva de verão
Hoje só resta saudade de um amor de verdade
Que ficou no coração.


Fàtima
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 09/12/2010
Código do texto: T2662156

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

*Fiz um pedido a Deus*

                                      IMAGENS DO GOOGLE

Hoje Fiz um pedido a Deus

Pedi a ele, que cuide de você meu amor Que deixe você viver mais que eu, não suportaria Ver sua partida, não conseguiria me despedir. Pedi a Deus pra segurar sua mão quando Estiver com medo, pedi também, Para que nunca fique triste, Que seu coração continue sendo doce Humilde, e com serenidade. Disse a ele, que você é tudo pra mim, Não quero que sofra, e quando você sentir Saudades e as lágrimas caírem, Pedi a Deus que nesse momento, Abrace-te bem forte, e seque suas lágrima, E fique com você até adormecer. Ah como eu te amo.



Fàtima
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 07/12/2010
Código do texto: T2659259

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

*Onde está aquele amor*

                                     IMAGENS DO GOOGLE



Dois mundos duas vida,
Duas almas e um só sonho
De viver um grande amor
Mas o destino que nós uniu,
O mesmo nós separou
Com quinze anos de idade
Te, vi pela primeira vez
Foi um amor tão lindo
Que nós demos muito prazer
A nossa felicidade perdurou
Por pouco tempo,
Tiraram você de mim por eu ser
Humilde inocente não conhecia,
As maldades deste mundo ignorante
Partiu para cidade grande com intuito
De estudar, jurou que um dia...
Voltaria para me buscar,
Muitos anos se passaram e nunca mais voltou,
Ficou na cidade grande hoje é um doutor.
Escreveu sua história, mas esqueceu nosso amor.
Fazem mais de trinta anos que, estou a te esperar
Que destino tão ingrato que só me faz chorara
Hoje você volta, mas tudo mudou...
Com seu orgulho, nem se quer me olhou...
Meu coração ferido teve a certeza
Que você nunca me amou.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 06/12/2010
Código do texto: T2656983

sábado, 4 de dezembro de 2010

*Mãos dada*


                                                         

                                                                                           IMAGENS DO GOOGLE             


 Vamos andar de mãos dadas
 Sem rumo pelas estradas
 Chegar onde Deus quiser,
 Vamos até a cidade
 Na praça da felicidade,
 Vamos tomar café.
 Andando com a multidão
 Você segura minha mão
 Com medo de me perder,
 No chafariz da praça
 Feliz fazendo graça
 Começamos a brincar,
 O sol já vai sumindo
 A noite vem caindo
 E a lua começa brilhar.
 Então voltamos pra casa
 De novo de mãos dadas.
 Já é madrugada.
A lua vai sumindo
O sol já vem surgindo.
Os pássaros da floresta
Cantam fazendo festa,
Anunciando mais um dia que chegar.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 04/12/2010
Código do texto: T2653236

*A espera*



                                           

                                           IMAGENS DO GOOGLE                                                                                    

Por quanto tempo
Ainda tenho que esperar,
Por quantas noites geladas
Tenho que ficar, Sem teu calor
Para me aquecer, sem seus braços
Fortes que me envolvem,
Que me faz tremer de emoção,
Por quanto tempo,
Ainda tenho que esperar,
Para ouvir sua boca me dizer,
Que me ama que me quer
Por quanto tempo,
Ainda tenho que esperar,
Que seus lábios encontrem os meus,
E percorrer meu corpo
Encontre o intimo de mim,
Por quanto tempo
Ainda vou aguentar sem
Seu corpo junto ao meu
Há meu doce amado desconhecido.
Aonde se esconde,
De que lugar você vem,
E par aonde você vai.
Que universo é tua morada?
Meu coração espera um chamado seu.
Para ir ao seu encontro,
Para junto viver este amor.
 
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 04/12/2010
Código do texto: T2653122

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

*Ospalhaços*

                                                                                        IMAGENS DO GOOGLE


                                                                    
O circo chegou
 Com ele vem o palhaço
Sempre de bom humor
Há palhaço, que encanta
Que faz a plateia delirar
Palhaço que traz alegria para criançada..
Que muitas vezes o coração cheio de dor
Ele é firme ninguém vê sua tristeza
Ele ri chora se, emociona.
Você palhaço tem a, inocência de uma criança
No olhar esperança de um mundo cheio de amor,
La vem o palhaço com suas cambalhotas,
Mais uma vez arranca risos aplausos gritos
De uma plateia só sua...
Há palhaço da magia da alegria
De muita inspiração,
Com seu sorriso feliz
Lágrimas brotam de emoção,
O palhaço se despede cumpriu sua missão
Segue para qualquer lugar, levar alegria
Para nossa gente de bom coração.
Há palhaço sua alegria contagia,
Mais uma vez a plateia canta ri,
Chora de emoção,
La vai o palhaço, mais uma vez sem rumo sem direcção.

*Primeiro encontro*


                                             

                                                                                    IMAGENS DO GOOGLE


Naquela noite de céu estrelado,
Sentada na varanda contemplava
O brilho das estrelas era um brilho
Intenso que jamais tinha visto,
Admirada com tanta beleza fiquei imóvel
Neste momento senti algo diferente,
Uma leve brisa tocou meu rosto
Foi ai que você apareceu neste instante
Entendi o motivo que as estrelas tanto brilhavam,
Eram seus olhos que reflectia tanta beleza
Beleza que me encanta me envolve,
Ficamos ali por alguns instantes
Sem falar nada, nosso olhares fixos
Falavam por nós.
Você tomou-me em seus braços
Acariciava  meus cabelos, meus olhos
Foram fechando minha boca se abrindo,
Foi neste momento que a lua apareceu
Para testemunhar nosso primeiro encontro
Primeiro beijo. O néctar de sua boca,
Embriaga-me de desejos.
E com a magia do luar e o brilho das estrelas
Nós amamos sem culpa sem medo.
As estrelas, e a lua conhecem nosso segredo.

Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 13/12/2010
Código do texto:t2650892


quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

*Chuva*




                                                

                                                                                            IMAGENS DO GOOGLE


A chuva cai sem parar
Trazendo com ela lembranças
De um tempo só nosso,
Onde tudo era alegria
Vivemos momentos de emoção
Dançávamos na chuva
Na relva molhada você me amava,
Ainda sinto o doce de seus beijos
O deslizar dos seus lábios
Em meu corpo, seu cheiro
Em minha pele, suas mãos
Segurava-me bem forte
Seu braço envolvia-me,
Meu corpo explodia de desejos,

 publicado no recanto das letras em 02/12/1010
condigo de texto T2650116




quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

*Amor de verão*


                                            imagens do google

Aquele amor, de verão
Que trago no coração
Vou levar para eternidade.
Nas margens daquele rio,
Quando você surgiu
Por alguns instantes
Meu coração parou.
Você foi se aproximando,
Suas mãos macias
Deslizavam em meu corpo
Seus beijos molhados
Saciavam minha sede de amor
Meus olhos foram fechando
E a você me entreguei,
Ali na relva molhada
Com sereno da madrugada
Por você me apaixonei
Senti meu corpo tremer,
Ali tudo aconteceu,
Era só você e eu.
Jesus nosso senhor.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 01/12/2010
Código do texto: T2648099



terça-feira, 30 de novembro de 2010

*Abandonada*

                                                 imagens do google



Na varanda, deitada na rede,
Fecho os olhos e fico a pensar
Em cada momento que juntos
Passamos a sorrir.
Tantos planos, tantos sonhos.
De vivermos um grande amor,
A nossa casinha branca
Cheia de esperança
Que juntos construímos.
Foi aqui nessa varanda
Que te amei loucamente
Naquela tarde de inverno
Teve-me, em seus braços.
Meu corpo tremia de frio,
E com calor dos seus beijos
Você me aqueceu.
Depois de tantas juras
Então me abandono,
Saiu sem dizer a deus
Sozinha me deixou
O tempo foi passando
Vi meu corpo se transformando
E o nosso filho nasceu.



Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 30/11/2010
Código do texto: T2645810

*Casinha branca*


 imagens do google


 


Lembra do nosso cantinho feito com carinho
Que você deixou,
Aquela casinha branca cheia de esperança
Que agente tanto se amou,
Toda aquela beleza em meio a natureza
Tudo se acabou,
Lembra o nosso canário que cantava no galho da laranjeira
Hoje já não cata mais,
Sempre que nos amava-mos ele cantava
De felicidade.
Hoje tudo está tão triste nada mais existe
Tudo chegou o fim..
O tempo está passando eu envelhecendo
Cada dia mais,
Aquela menina faceira que você deixou
Não existe mais.
Meu corpo está cansado por você desprezado
Não que mais viver,
Meu coração está doente sente sua falta
Não quer mais bate,
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 30/11/2010
Código do texto: T2645596

domingo, 28 de novembro de 2010

*Sem você*




                        

                                imagens do google

                                

                 
                                      
O que faço agora nas madrugadas geladas
Sinto meu pranto rolarem no chão
A saudade que me invade trazendo incerteza
Será que, volta pro meu coração.

Nas madrugadas geladas  eu sem dormir
Deitada na cama pensando em você,
Um vazio imenso  toma conta de mim
É mais uma noite vou dormir sem te ver.

Sinto-me perdida com minhas lembranças
Tento entender e não consigo me encontrar
Porque meu amor você me abandonou,
Minha alma está triste  chora de dor.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 28/11/2010
Código do texto: T2642121

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

* Doces momentos*


                                                      

                                                 imagens do google


Quer descobrir o sabor dos meus beijos
Vem meus beijos aqui te esperam,
O gosto do meu sorriso te embriaga
A sintonia dos meus pensamentos,
Você encontra junto aos seus.
O balanço do meu corpo te enlouquece,
O som dos meus desejos lentamente
Te joga  ao chão.
Minha energia queima seu corpo de desejo
Deixam seus pelos arrepiados de emoção.
O grito de meu corpo em seus ouvidos,
Buscando por um beijo, o êxtase da paixão.
As marcas gravadas nas lembranças
Que não se perdem com o tempo,
Ficou guardada no coração.
Desliza com os seus lábios em meu corpo,
Sinta o doce de morango,
Reservado pra você.
Doces momentos só nosso,
Que um dia nós vamos reviver.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 26/11/2010
Código do texto: T2638636

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

*Menina*

                                                

                                                    imagens do google


Menina linda do meu sertão
Vestido curto, e pés no chão
Sorriso lindo, olhar profundo
Tem em seus lábios, o mel mais
Doce das flores do meu rincão
La “vai” a menina de passos lentos
Regar as flores do coração.
No brilho intenso do luar
A vida explode, em emoção.
Á menina linda do meu sertão.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 25/11/2010
Código do texto: T2635492

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

*Quero um amor assim

                                                    

                                        imagens do google

Quero um alguém assim,
Que me deixe arrepiada
Que acredite no  amor
Sem  medo do passado
Um amor igual o seu.

Que caminhe, ao meu lado
Solte os seus medos,
E deixa o amor fluir
Daquele jeito gostoso
Só você sabe possuir

Traga-me seus beijos ardentes
Que só você sabe dar,
Envolve-me, em seus braços
Aqueça-me com seu corpo,
Ensina-me te amar.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 24/11/2010
Código do texto: T2634091

domingo, 21 de novembro de 2010

*Alma gemea*

                                      imagens do google

                                                           

As estrelas que ilumina teu sorriso
Que vejo no anoitecer,
E luz que clareia meu caminho,
Que me ensina amar e viver.


A vida separou você de mim,
Nunca mais teu sorriso, pude ver,
Na esperança de um dia te encontrar,
Ando sem rumo procurando por você.


São lembranças de momentos tão felizes,
Que juntos passamos a sorrir,
Cantando versos com os pássaros da floresta
E plantando flores para embelezar nosso jardim.


Meu espírito percorre o mundo inteiro
Sei que um dia ele vai te encontrar,
Teu sorriso brilha mais que diamante.
E raios de sol quando o dia vai raiar.


Alma gêmea que o destino separou,
Vidas marcadas para toda eternidade,
Anjo da paz que alegra meu viver,
Vem me amar sem você não sou ninguém.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 21/11/2010

Código do texto: T2629064l



sábado, 20 de novembro de 2010

*Somente um desejo*




Ao despertar de mais um dia,
Abro a janela do meu quarto
Uma leve brisa  toca meu rosto
Senti suas mãos tocar meus cabelos
O cantar dos pássaros entoava...
A mais linda canção de amor
O som das águas do pequeno riacho
Murmurava em meus ouvidos...
Menina dos meus sonhos
Onde se esconde, oh amada minha
Que não a encontro... Meu coração
Chora clama  por você.
A emoção tomou conta de mim
Fechei os olhos senti seus lábios
Deslizarem em meu corpo...
Suas mãos acariciando-me
Tocando intimo de mim,
Os primeiros raios de sol começam surgir
As flores á exalar seu perfume...
Misturando-se com o cheiro de amor
Em nossos corpos... Sentir a libido
Com seu beijo de êxtase,
Entregando-se a paixão.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 20/11/2010
Código do texto: T2626954

*Amor encantado*





Onde está aquele amor encantado?
Que no acaso aconteceu,
Num gesto num olhar, tudo tão forte,
Aquelas noites de amor que tivemos
Está guardada nas lembranças
Meu pensamento voa, em sua direção.
Procuro seu cheiro, seus braços
O mel de sua boca, para saciar a sede
Que queima de paixão.
Este amor que desejo é real igual seu beijos
É só acreditar,
Vivo na realidade é amor de verdade
É só você entregar-se.


Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 20/11/2010
Código do texto: T2626351

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

*Saudade*




Quando a saudade apertar
Vem correndo me buscar
Quero ir com você.
Deixa o medo do passado,
Vem ficar ao meu lado,
Eu só quero você.
Esquece nossas divergências
São as diferenças que me une a você.
Sua simplicidade, e beleza
Vem da natureza, de nossa terra mãe
Mãe, que acolhe seus filhos,
E com muito brio,
Ensina o caminho do amor.  
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 19/11/2010
Código do texto: T2624672

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

*Seus olhos*





Que lindos são seus olhos
Parece gotas de orvalho,
Nas flores do meu sertão.
Seus olhos têm a cor do mar
Que encanta até o luar
Que brilha na imensidão.
A vida não tem sentido
Se você com seus olhos lindos
Nem quer me olhar,
A noite vem caindo
A lua já vem surgindo
Você com seus olhos lindos
Deixa muito mais lindo,
O luar do meu sertão.
Seus olhos estão brilhando
Os pássaros felizes cantando
Em corro, anunciando
Mais um dia vai chegar.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 18/11/2010
Código do texto: T2622299

*Volta pra mim*



Nas margens da lagoa
Puxando minha canoa
A procura de você.
Nessas águas profundas
Nas noites de lua cheia
Eu nadava com você,
Já era madrugada
Quando voltávamos para casa
E você desapareceu,
Ao ver o dia raiar, vi meu mundo desabar
Quando não mais te encontrei.
A vida perdeu sentido, sem seu lindo sorriso,
E seu corpo para me aquecer.
Vivo a sua procura, as noites são mais escuras
Não vejo o brilho das estrelas e da lua,
Nem seu sorriso para me envolver.
Amor vem me encontrar
Sem você não vou suportar.
De solidão posso  morrer.
*Fátima*Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 17/11/2010
Código do texto: T2620239

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

*A partida*















Partiste sem dizer a deus,
Deixando um vazio dor e sofrimento,
Coração ferido chora saudade
Parece parar aqui dentro do peito.

Onde está agora liga pra mim,
Acalma meu coração, não tem outro jeito,
Trancada sozinha na escuridão do meu quarto
Ouso o cantar dos pássaros e o ruído do vento.

Que amor é esse que me faz sofrer,
Que me deixa perdida no tempo
O vento sussurra teu nome baixinho.
É mais uma noite que estou sem você.
Pra mim só me resta a, dor e o lamento.

Poeta que amo de vidas passadas,
Porque foi embora e não me levou
Vou pedir a Deus que volte de presa,
Traga de volta minha felicidade
Que ao ir embora contigo levou.
Rabiscos de aninha
Publicado no Recanto das Letras em 16/11/2010
Código do texto: T2618239